Mulher é presa acusada de envenenar marido por patrimônio

Rosinera Bezerra: acusada de matar o marido por envenenamento (Degepol)Rosinera Bezerra: acusada de matar o marido por envenenamento (Degepol)Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) prenderam, hoje de manhã, em Serra de São Bento, Rosinera Bezerra da Silva, 37 anos, acusada de matar o marido, o taxista Ivanildo do Carmo Silva, de 39 anos, por envenenamento. Na operação, a Polícia Civil apreendeu na casa de familiares de Rosinera substâncias químicas, que passarão por perícia.

A polícia também prendeu em flagrante, em Natal, a irmã de Rosinera identificada como Rosineide Pereira dos Santos, que estava de posse de uma espingarda de fabricação caseira, e foi autuada por posse irregular de arma de fogo.

A vítima morreu no dia 20 de julho de 2010 depois de ser internada em um hospital. Na época, os médicos não conseguiram descobrir a causa do falecimento e atestaram morte natural. No entanto, a família do taxista desconfiou do laudo, já que a vítima não aparentava problemas de saúde e era jovem, então resolveram buscar a polícia.

A partir disso, o caso foi designado para a Dehom, que pediu a exumação do corpo. “Nessa exumação, foi identificada uma substância química geralmente usada em agrotóxicos e também usada para envenenamento de ratos, o chamado ‘chumbinho’, foi quando partimos a nossa linha de investigação para um homicídio”, explicou a delegada titular da Dehom, Karla Viviane, que preside as investigações do caso desde 2012.

Para a delegada, Karla Viviane, o crime pode ter sido motivado porque a mulher queria ficar com o patrimônio do marido. “Ele possuía dois imóveis e três bandeiras de táxi em São Gonçalo do Amarante, então desconfiamos que a motivação tenha sido patrimonial”, completou.

Para comentar diretamente no site do jornal é preciso estar Registrado.

Você está aqui: HomeO JornalPolícia Mobile Mulher é presa acusada de envenenar marido por patrimônio